No post anterior, começamos a contar sobre nossa participação no MAX. Foram cinco palestras nos dois primeiros dias! Chegamos à metade dessa jornada a todo vapor, e não podia ser diferente, afinal, o terceiro dia foi ainda mais movimentado para a #Era, que marcou presença em quatro palcos. Para começar, Silvia Dalben, do nosso time mineiro, compôs a mesa O Mercado de Animação no Brasil Pós Lei 12.485 ao lado de Cristiane Fariah e Vinícus Testa. O objetivo do trio foi apresentar o panorama atual do setor de animação, bem como as iniciativas de apoio, financiamento e fomento para quem trabalha com animação.

Carem Abreu - Transmídia Case: “PAZ NO MUNDO CAMARÁ”
Carem Abreu – Transmídia Case: “PAZ NO MUNDO CAMARÁ”

Depois, Transmídia Case: “PAZ NO MUNDO CAMARÁ”, com mais um de nossos membros de BH no comando da sala de palestras. Carem Abreu começou com uma dinâmica em que, com a ajuda de um barbante, colocou todos os presentes em rede e mostrou um pouco das oportunidades e desafios que uma estrutura assim pode trazer. Em seguida, apresentou o case Paz no mundo camará, cuja plataforma principal é um documentário, com extensão em um curta infantil, exposição de foto documentos, oficinas culturais etc.

Rodrigo Arnaut e Jean Rafael Tomceac - Universos Narrativos em Realidade Virtual
Rodrigo Arnaut e Jean Rafael Tomceac – Universos Narrativos em Realidade Virtual

Em nossa terceira participação do dia, lotação máxima na sala. Rodrigo Arnaut e Jean Rafael Tomceac falaram sobre Universos Narrativos em Realidade Virtual. Os dois explicaram uma série de aspectos técnicos para a captação de imagens 360 e suas limitações; mostraram equipamentos e comentaram a indústria de games como fonte de soluções para problemas que podem surgir quando se cria experiências imersivas. Para completar, ganharam de vez o público ao chamar uma pessoa da plateia para assistir a um vídeo 360o em um óculos pela primeira vez.

Solange Eiko contou com a participação de um convidado da platéia - Possibilidades Narrativas na Arte e no Design e as novas Tecnologias
Solange Eiko contou com a participação de um convidado da platéia – Possibilidades Narrativas na Arte e no Design e as novas Tecnologias

Encerramos o dia com a sala lotada, mais uma vez. Possibilidades Narrativas na Arte e no Design e as novas Tecnologias. Para deixar o clima mais descontraído, Solange Eiko convidou alguém da platéia para mediar a conversa, o que deu muito certo. O pessoal mostrou grande interesse em saber mais sobre transmídia, mas houve tempo suficiente para tratar do tema planejado inicialmente. Solange pontuou e esclareceu dúvidas sobre o trabalho do artista nas novas tecnologias e marcou a plateia com uma frase de impacto: “a arte questiona, o design explica a ciência e tecnologia inova.”

O gostinho especial disso ficou por conta de ser nossa última participação no MAX… Assim, saimos de BH com uma sensação muito boa. Levamos conteúdo de primeira, e nossas apresentações foram muito bem recebidas pelo público. Além disso, tivemos a oportunidade de estar com a turma da #EraTransmidia de Belo Horizonte, o que é sempre uma alegria.