Quanto menos pendências operacionais, mais rica a reunião. Hoje foi assim.

Em nossa primeira reunião pós START, que aconteceu na última sexta-feira, 13/03, é claro que a grande noite foi o tema que abriu a conversa. A avaliação geral foi positiva, entre nossos convidados, vários setores estavam representados – produtoras, agências de publicidade, governo etc. A equipe de trabalho se empenhou e guardou algumas lições. Em uma de nossas próximas reuniões, o calendário de eventos deve entrar em pauta.

Outro ponto importante: nosso e-book. Nessa primeira semana de vendas ainda há pouco a dizer sobre downloads. Cogitamos a impressão de alguns exemplares sob demanda, quando tivermos certeza sobre isso, avisaremos. Em breve, para divulgar o e-book, começaremos uma campanha com post no blog e Face, além de entrevistas com os autores. Também estamos pesquisando publicações sobre transmídia escritas no Brasil – pelos que vimos até agora, somos o primeiro livro brasileiro sobre o tema.

Apesar do brilho desses assuntos e de uma pincelada sobre a questão do engajamento do público nas festas de rua de Salvador, nossa reunião de ontem (165/03/15), no SENAC Scipião, foi marcada pelo que a Galinha Pintadinha e Jesus Cristo têm em comum. Acredite, é muito mais do que você pensa. Olhando os universos desses dois personagens, encontramos os 8 conceitos transmídia, no entanto, concluímos que, assim como acontece com o case da mais recente estrela infantil, o cristianismo é crossmídia. Discutimos bastante o assunto antes de chegar a essa conclusão, que deve-se ao fato de que por mais que haja cocriação em cima desse universo riquíssimo, ela fica limitada ao pensamento institucionalizado, ou seja, apesar das múltiplas plataformas e do engajamento, a expansão do universo é freada pelo que a Igreja prega.

Depois desse debate, decidimos encontrar um 3o case para colocar esse pensamento à prova e, se for o caso, rever os 8 conceitos. Talvez precisemos fazer uma leve alteração na redação, já que o ponto discutido está no nosso artigo, embora não tenha sido explicitado, e isso está mostrando-se necessário.

Para o próximo debate, “O Senhor dos Anéis?”. E aí, o que você diz, cross ou trans?