BIOHACKING COM IMPLANTE DE CHIPS SUBCUTÂNEO
em outras palavras, #ETMnoPath

Chegou o grande dia!!! Há meses, galera da EraTransmidia vem pensando em qual novidade levar para o Festival Path. Há semanas, vem se conectando com uma turma superinovadora para realizar uma ação inédita, daquelas que despertam exclamações – uau! de f…! – e fazem olhos se arregalarem em questionamentos – por que?, para que? É basicamente isso que temos ouvido desde que anunciamos uma ação de biohacking para o Festival Path 2017.

Em 2016, levamos para o evento um circuito de realidades. Quem visitava nosso espaço passava por estações de realidade aumentada, vídeos 360, realidade virtual com óculos Rift e realidade virtual com lip motion. Foi com a Era, no Path 2016, que muitas pessoas experimentaram essas tecnologias pela primeira vez.

Para 2017, preparamos uma ação completamente diferente: implantes de chips em humanos. Essa ideia já faz parte de nossas conversas há mais de um ano, só que foi justamente dois meses antes do Festival que a viabilidade de realizá-la começou a se desenhar.

Um time de 13 pessoas confiantes no potencial da tecnologia se dispôs a receber os implantes de chips sob a pele a fim de explorar as possibilidades que essa mídia pode gerar. É claro que a Era abraçou essa galera! São eles que, durante o evento, receberão o implante de um chip NTAG216 de 13.56MHz com tecnologia RFID e NFC.

São chips pequenos que, envoltos por um vidro biocompatível, chegam a mais ou menos o tamanho de um grão de arroz. Eles serão implantados no triângulo da mão, entre o polegar e o dedo indicador, uma região com poucas terminações nervosas e quase sem nenhuma tensão muscular. Essas condições reduzem as chances de dor no momento da aplicação e de risco de incômodo depois. O procedimento é simples, realizado com o auxílio de uma seringa. Nosso parceiro nesse projeto, é a Project Company, empresa de Goiás que já conquistou respeito nesse mercado tão recente.